Rio antigo: Praia da Saudade

Houve um tempo em que na entrada da Urca havia uma praia. Seu nome? Saudade. Chegou até a ser bastante frequentada até o início do século XX, pois no local havia balneários de fácil acesso, além de uma colônia de pescadores. Mas, em 1930, a praia foi totalmente aterrada para a construção do Iate Clube, e o local passou a se chamar Avenida Pasteur.

No século XIX, na Praia da Saudade, havia dois prédios neoclássicos, o Hospício de Alienados D. Pedro II (inaugurado em 1850) e o Instituto Benjamin Constant. Na região, também havia um cemitério, posteriormente transferido para o São João Batista, em Botafogo. A mudança se deu por causadas ressacas do mar, que destruíam as tumbas.

No século XX, a Praia da Saudade passou a ser frequentada por banhistas. Nela também foram realizadas competições de regatas, uma vez que a Praia Vermelha era inacessível à população por causa do prédio da Escola Militar entre as pedras da Urca e da Babilônia.

O primeiro aterramento da Praia da Saudade ocorreu no ano de 1908, por conta da Exposição Nacional em comemoração ao centenário da Abertura dos Portos às Nações Amigas (agosto a novembro de 1908), na Urca. Foram construídos mais de 30 pavilhões temáticos, a maioria, temporários, em muitos estilos arquitetônicos, em particular o ecletismo. Também foi construído um parapeito de pedra ao longo da avenida à beira-mar, que recebeu o nome de Avenida Pasteur.

Foto: Juan Gutierrez / 189?

Esta entrada foi publicada em Rio Antigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>