Rio antigo: Rua do Hospício

A Rua Buenos Aires, quem diria, já se chamou Rua do Hospício. O nome veio de um asilo fundado por frades capuchinhos italianos, localizado em um quarteirão perto da Rua Direita (atual Primeiro de Março), no Centro. Em 1915, passou a se chamar Buenos Aires. Pela rua de paralelepípedo, apesar de estreita, circulavam linhas de bondes.

Uma das linhas de bonde que passavam pela Buenos Aires era a Barcas-Estrada de Ferro. No itinerário de volta, o bonde fazia o percurso Praça XV-Primeiro de Março-Buenos Aires-Praça da República (Bombeiros e Casa da Moeda)-Praça Cristiano Otoni.

Já o trajeto da linha Bela de São João era Barcas-Praça XV–Primeiro de Março-Buenos Aires-Praça da República (Igreja de S. Jorge)-Presidente Vargas (lado ímpar)-Francisco Bicalho-Francisco Eugênio-São Cristóvão-Escobar-Campo de S. Cristóvão-Piratini (esq. da Avenida Brasil).

Curiosidade: O nome capuchino se deve ao fato de os frades usarem uma túnica com capuz (em italiano cappuccino). A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos é um ramo da família franciscana (São Francisco de Assis). Foi fundada em Roma, em 1520, por Frei Matteo da Bascio. Instalaram-se no Brasil em 1642.

Foto: brasilianafotografica.bn.br

Fonte do itinerário dos bondes: http://www.bondesrio.com

Esta entrada foi publicada em Rio Antigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>