Rio antigo: Vila Isabel

A Vila Isabel, de Noel Rosa, o Poeta da Vila, foi um dos primeiros bairros projetados do Rio. Seu criador, o Barão de Drummond, no entanto, ficou mais conhecido como o inventor do jogo do bicho. A origem do bairro são as terras da Imperial Quinta do Macaco, conhecida como Fazenda do Macaco, que tinha como limites o rio Joana, o caminho de Cabuçu (atual Rua Barão do Bom Retiro) e a serra do Engenho Novo. As terras pertenciam à Imperatriz Dona Amélia Augusta Eugênia Napoleão de Beaucharnais, segunda mulher do Imperador D. Pedro I e neta de Josefina de Beauharnais, primeira mulher de ninguém menos que Napoleão Bonaparte.

Com a partida do casal imperial, a Fazenda do Macaco foi comprada por João Batista Vianna Drummond, hábil negociante e considerado um empreendedor à frente de seu tempo. Em 1873, com o objetivo de povoar a região, Drummond criou a Companhia Arquitetônica. A empresa tinha nos seus quadros o Barão de São Francisco (diretor), o médico Visconde da Silva, o vereador Bezerra de Menezes e Temistocles Petrocochino. O engenheiro Bittencourt da Silva ficou responsável pelo projeto, que previa inicialmente a abertura de 13 ruas que partiriam do boulevard.

A rua principal do bairro homenageia a Princesa Isabel, que assinou a Lei do Ventre Livre (28/09/1871), conhecida também como “Lei Rio Branco”. A lei considerava livre todos os filhos de mulher escravas nascidos a partir da data da lei. Já os principais logradouros foram batizados homenageando abolicionistas notáveis.

A Companhia Arquitetônica era responsável pela venda de lotes e edificações. A empresa também projetou a principal via do bairro, inspirada nos boulevards parisienses. Para garantir o sucesso do empreendimento, Drummond criou a Companhia de Bondes Ferro Carril de Vila Isabel, doou terrenos para escolas e igrejas, além de construir o primeiro Jardim zoológico do País.

A Região ganhou novo impulso em 1885, com a inauguração da Companhia de Fiação e Tecidos Confiança Industrial, localizadaem Aldeia Campista, entre os bairros de Vila Isabel e do Andaraí.

Noel Rosa, para muitos, o maior compositor que o Brasil já teve, morreu jovem, aos 26 anos, vítima de tuberculose (11/12/1910 a 4/5/1937).

https://www.bn.gov.br/noticia/2015/05/rio-450-anos-bairros-rio-vila-isabel

Foto: álbum da Inspetoria de Mattas, Jardins, Caça e Pesca da Prefeitura do Distrito Federal – Exposição nacional do Centenário da Independência do Brasil – 1922.

 

Esta entrada foi publicada em Rio Antigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>