Blog

Uma análise econômica

“(…) Hoje temos uma dívida em títulos que supera a cifra de R$ 2,2 trilhões, mais de 70% do PIB do país, com uma carga líquida anual de juros sempre superior a R$ 150 bilhões. Ou seja: além de o montante dessa dívida continuar a subir de forma astronômica, há um comprometimento crescente da maior parte do orçamento público da União com o pagamento de juros e amortizações. No exercício de 2009, por exemplo, 36% desse orçamento foram gastos com essa finalidade. Ao mesmo tempo, áreas consideradas estratégicas, como a saúde ou a educação, foram contempladas, respectivamente, com menos de 5% e de 3% desse mesmo orçamento.

Essa é a realidade que Dilma e Serra não querem debater. Mas, essa é uma questão que não deixará de ser enfrentada no próximo governo. Até porque, por força da valorização do Real – decorrente da permanente pressão produzida pelos dólares que entram no país – voltamos a ter déficits em nossas transações com o exterior, o que nos torna ainda mais vulneráveis à necessidade de financiamento em dólares.(…)”.

Retirei este trecho de uma longa análise sobre a conjuntura econômica feita por Paulo Passarinho, economista e conselheiro do CORECON/RJ. Às vésperas do segundo turno, vale a pena ler o artigo que faz uma retrospectiva da trajetória econômica do Brasil desde 1994. Leia o artigo na íntegra aqui.

Esta entrada foi publicada em Blog, Política Nacional. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Uma análise econômica

  1. Saudações

    Muito bom o artigo.
    Vou distribuir pelos meus contatos.
    Pena que as pessoas não consigam ver que não há diferenças entre PT, Dilma, Lula e PSDB, Serra e aliados.

    Abraços,
    Patricia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>