Rio - 7 de agosto de 2013

Vamos lotar a sessão de instalação da CPI!

A sessão de instalação da CPI dos Ônibus será na terça-feira, 13/08, no Salão Nobre da Câmara dos Vereadores. O movimento O Rio quer: CPI dos Ônibus está convocando cidadãos, militantes e entidades para pressionar os parlamentares a fim de garantir Eliomar Coelho na presidência da CPI. A tradição no Legislativo é o requerente da CPI assumir esta função e foi Eliomar quem entrou com requerimento pedindo a instalação da comissão. Os quatro outros membros da CPI sequer assinaram o requerimento. A chamada para a sessão de instalação na página do movimento no Facebook destaca: “Um deles (Chiquinho Brazão) disse que o cartel das empresas é uma questão “periférica”, outro (Jorginho da SOS) disse que não entende nada sobre transportes e o vereador Professor Uóston afirmou que a CPI tem pouca coisa pra investigar.”
Dia: terça-feira, 13/08
Hora: 10h
Local: Salão Nobre da Câmara Municipal, na Cinelândia

CPI mobiliza

O auditório do Clube de Engenharia lotou na noite de segunda-feira (05/08) quando militantes de vários movimentos e trabalhadores atenderam à convocação para a plenária popular de mobilização para a CPI, liderada pelo movimento O Rio quer: CPI dos Ônibus. O coletivo Mídia Ninja transmitiu a reunião ao vivo (veja arquivo). O consenso entre os militantes de movimentos que participaram da plenária é que o engajamento da população é fundamental para a CPI não acabar em pizza. “O poder pilar burguês das empresas de ônibus, das empreiteiras e dos atacadistas do comércio forma uma hegemonia da dominação que consegue controlar os parlamentares. Só mesmo com muita pressão para a CPI funcionar”, afirmou o deputado federal Chico Alencar. Foto Mídia Ninja. Leia mais

Fala, Eliomar!

“É legítimo ser presidente da CPI. A minha determinação repousa na legitimidade garantida pela participação de vocês”. Eliomar Coelho na plenária popular para mobilização da CPI dos Ônibus. Veja o discurso do parlamentar sobre a presidência da CPI no plenário do Legislativo. Foto Mídia Ninja.

Fala, Chico Alencar!
“A história é antiga. Eu já fui vereador aqui do Rio no início dos anos 90 e o papo que corria lá, que a gente nunca conseguiu a comprovação, é de que havia mesada para vereador paga pelos empresários de ônibus que há muitas décadas monopolizam, controlam, o transporte da cidade”. Veja video com depoimento completo do deputado federal Chico Alencar (PSOL) publicado no site CPI dos Ônibus.

Entrevista: urbanista Carlos Vainer
Para o urbanista Carlos Vainer – professor do Ippur/UFRJ – a maneira como a prefeitura do Rio anuncia planos de transporte apenas evidência como o sistema do setor de ônibus atende a interesses de grupos privados. Vainer defende sistema público administrado por empresas públicas. “Qualquer solução de cidade, e nas grandes cidades do mundo, passa por gestão pública direta sem a mediação de empresas”, afirma. Na entrevista concedida ao site CPI dos Ônibus, Vainer questiona a opção pelos BRTs e critica a expansão da malha urbana que contraria o consenso difundido no resto do mundo.

Pressão criativa

O Ocupa Ônibus – criado pelo Atelier Dissidências Criativas – é outro movimento que apoia a CPI. “Use as janelas e as cadeiras dos ônibus como meio-mídia para fazer pressão pela CPI dos Ônibus do Rio. Depois fotografa, compartilha aqui e viraliza”, prega o coletivo no Facebook. O Dissidências tem como proposta ousar nas formas de protesto, que podem ser gráficas, sonoras ou mesmo performáticas.

Acesso à informação
O site CPI dos Ônibus já está no ar. Os contratos, o edital de Licitação de 2010 e a revisão tarifária no período 2011/2012 são alguns dos documentos que já estão lá. A página disponibilizará uma série de arquivos e acompanhará os trabalhos da CPI. Inclui também vídeos dos parlamentares Chico Alencar, Marcelo Freixo e Renato Cinco e do urbanista Carlos Vainer, a seção “Opinião”, com depoimentos de usuários, e entrevistas com especialistas, como Vainer – professor do IPPUR/UFRJ, e Licínio Portugal, professor da Coppe/UFRJ. A página é uma produção do Mandato Eliomar Coelho.

RIO ANTIGO

Não é de hoje que os moradores do Rio enfrentam filas e espera para viajar nos ônibus. A foto do extinto jornal Última Hora mostra passageiros aguardando pacientemente pela saída de um coletivo que fazia ponto final na Praça Mauá, no ano de 1953. O local continua abrigando pontos finais mas as obras na Zona Portuária impuseram alterações que causaram ainda mais transtornos aos usuários. Viaje no tempo